Bem-Vindos ao Blog Escola!

"Educação não transforma o mundo. Educação muda pessoas. Pessoas transformam o mundo". Paulo Freire


"Competência é a capacidade de mobilizar o que se sabe para realizar o que se deseja. Exerça a sua sempre!" Claudio Fonseca

“A educação é um ato de amor, por isso, um ato de coragem. "Paulo Freire



25 de janeiro de 2010

Volta ás aulas !

Adorei esta lembrança para os alunos, simples e adorável!
Fonte: Blog Cantinho Alternativo

Tratamento da informação - Gráficos.

Matéria: Aprenda a usar o gerúndio corretamente!


 
Gerúndio é uma forma verbal conhecida como forma nominal do verbo, juntamente com o infinitivo e o particípio. Os gerúndios são terminados em "ndo". É chamado de forma nominal, porque o verbo pode em certas situações atuar como nome (substantivo, adjetivo ou advérbio).
Esta forma nominal pode e deve ser usada para expressar uma ação em curso ou uma ação simultânea a outra, ou para exprimir a idéia de progressão indefinida. No Brasil o gerúndio é usado de uma maneira exagerada, talvez por ter influência da língua inglesa.
O uso do gerúndio será cada vez mais impróprio quanto mais próximo estiver da função adjetiva, ou da expressão de qualidades ou estados, ou quanto maior a distância entre o tempo da ação expressa por ele e o tempo da ação do verbo principal.

Exemplos:
- Você pode estar passando o número do seu telefone.
- Eu vou estar indo pessoalmente levar os seus pertences.
- Ela vai estar mostrando como tudo aconteceu.
O gerúndio é usado corretamente quando expressa ações que estão acontecendo, no presente. Não deve ser utilizado para o futuro.


Exemplos:
- Presente
Vamos enviar os materiais na semana que vem. (correta)
Nesta semana estou estudando para o vestibular. (correta)
- Futuro
Estarei enviando os materiais na semana que vem. (incorreta)
Nesta semana estarei estudando para o vestibular. (incorreta)

O gerúndio também está bem-empregado quando há predominância do caráter verbal ou adverbial; caráter durativo da ação está claro; a ação expressa é coexistente ou imediatamente anterior à ação principal.

Fonte: Site Terra e Colégio Web

24 de janeiro de 2010

Atividades com charges!

Fonte: Baú de atividades

 
 


23 de janeiro de 2010

Projeto: A Turma da Mônica em Ed. Infantil.

Gostei deste projeto com A Turma da Mônica da Instituição de Ensino Feevale.





Eu, Você, Todos Pela Educação.

Nós sabemos que não é um tarefa fácil, mas podemos fazer a nossa parte agora e sempre, para que em 2022 este vídeo se torne uma realidade . 


15 de janeiro de 2010

Dígrafos CH, NH e LH.

Histórinha para ajudar no entendimento de dígrafos.

"Conto que a letrinha H não tem som quando ela está no início da palavra. E um dia ela estava muito triste porque todas as letras tinham seu som e ela não. O C, que tem um Coração grande, ouvindo isso pensou. Se eu me juntar com ela posso fazer outro som. Então ele chamou a letra N e a letra L, que são muito suas amigas, e comentou sua idéia. Elas adoraram e foram falar com o H. O C começou a falar:
- H se eu me juntar a você resolveremos o seu problema.
- Eu não quero fazer o seu som. Assim como quando estou no início junto com as vogais e faço o som delas. Eu quero fazer um som meu. Disse o H.
- Não será assim. Se você se juntar a mim faremos um som igual ao X e deixaremos todos doidos sem saber qual usar. Riu o C.
E o H aceitou. Então o N veio falar com o H.
- Vamos nos juntar também? Se eu me juntar a você faremos /nh/
E o L logo veio falando.
- Vamos nos juntar também? Se nos juntarmos faremos /lh/
E o H ficou muito feliz e passou a ter 3 sons se juntando aos seus amigos."
Fonte: Blog Alfabetizando com a Turma da Mônica

Algumas idéias!








Fonte: Blog Clara Libe

12 de janeiro de 2010

Projeto sobre turmas de aceleração.

 Projeto "A hora é essa" realizado em Brasília sobre turmas de aceleração.Vale a pena dar uma olhada.
Vídeo 1

Vídeo 2

Estudo comprova que criança que lê mais escreve melhor


Está comprovado que as crianças que lêem e escrevem mais são melhores na leitura e na escrita. E escrevendo posts de blogs, atualizações de status, mensagens de texto, mensagens instantâneas, e todas as coisas semelhantes, motivam crianças a ler e escrever.

No mês passado, o "The Nacional Literancy Trust", Fundo Nacional de Alfabetização do Reino Unido, divulgou o resultado de uma pesquisa com 3 mil crianças. Eles observaram a correlação entre o engajamento das crianças com as mídias sociais e seu conhecimento da leitura e da escrita.
No resultado eles perceberam que as mídias sociais têm ajudado as crianças a se tornarem mais literatas. Além disso, a Eurostat, organização estatística da Comissão Europeia, recentemente publicou uma matéria mostrando a correlação entre educação e atividade online, que indicou que a atividade online aumentou com o nível de atividade formal (os fatores sócio-economicos estão, é claro, influenciando potencialmente).
Fonte: Livraria Folha

10 de janeiro de 2010

Calendário Turma da Mônica. Parte1


 
 
 
 
 
 

Indicação de filme: " Entre os muros da escola "

Para todos envolvidos em educação não deixem de assistir " Entre os muros da escola ", com toda certeza é um filme que traz inúmeras inquietações e nos faz refletir.




Filme francês, vencedor do Festival de Cannes, dirigido pelo diretor Laurent Cantet.

Atividades com tempos verbais.


 
 
 

6 de janeiro de 2010

Alfabetização : Livro do nome.


Frações.

Uma explicação simples e objetiva para introdução de frações com os alunos.

5 de janeiro de 2010

Vídeo: Educação: informar, conhecer e saber com Lino de Macedo.

Olá amigos como estão? Espero que estejam bem.
As férias escolares continuam, estou aproveitando este momento para separar algumas atividades, projetos interessantes e incluir alguns links no Blog.
Hoje separei este vídeo do Lino de Macedo "Educação: informar, conhecer e saber" não deixem de dar uma olhadinha, aproveito para informar que ele estará disponível no nosso canal do You tube.

Fonte: Nova escola

1 de janeiro de 2010

Matéria : Letra feia pode ser sinal de problemas!



A escrita no caderno é quase ilegível ou as letras são rabiscadas com perfeição em uma linha reta mesmo em um caderno sem pautas? A escrita conta a personalidade de quem escreve. A letra bonita é característica de pessoas organizadas. Já a letra feia pode ser mais do que preguiça ou falta de treino no caderno de caligrafia. Uma disfunção no cérebro, chamada disgrafia, pode ser a causa para o problema ao gerar uma dificuldade motora na hora de escrever. 

Mas não há motivo para pânico. A disgrafia apresenta-se em crianças com capacidade intelectual normal, sem transtornos neurológicos, sensoriais, motores ou afetivos que o justifiquem. “Pode ser uma dificuldade emocional momentânea que a pessoa não quer demonstrar muito, aí escreve com letras muito pequenas ou muito grande, com muita força”, observa a fonoaudióloga, psicomotricista e psicopedagoga Raquel Caruso.
Além da letra feia, estão entre os sintomas não conseguir escrever em linha reta (o famoso sobe ou desce o morro), mistura de letra cursiva com letra de forma em um mesmo texto e dificuldade para sequencializar o movimento da grafia. Em alguns casos, mais raros, a disgrafia está relacionada à dislexia, marcada pelo déficit de atenção e hiperatividade.
Letra bonita
Já o capricho na hora de escrever pode significar uma organização de pensamento e sinal de responsabilidade de quem escreve. De acordo com a professora Denize Elena Garcia, do Departamento de Lingüística, Português e Línguas Clássicas, pessoas organizadas escrevem melhor. “A escrita é uma espécie de habilidade que se adquire com o passar dos anos, principalmente, na época da alfabetização”, explica.
E tem mais: passada essa fase, quem não desenvolveu a habilidade, não mais o fará. Ou seja, não adianta comprar centenas de cadernos de caligrafia e passar dias treinando porque a letra não mais vai melhorar. “É como elegância. Uma pessoa se torna elegante no jeito de andar, vestir... independentemente da classe social.”
Denize afirma, no entanto, que não há problema. “Tem gente muito inteligente e com letra horrorosa”, afirma a professora. “É só lembrar das letras dos médicos, são muito feias, na maioria das vezes, mas isso não quer dizer nada.”